Professor do CAEN/UFC publica em relevante periódico internacional

24 de julho de 2019

O Prof. José Raimundo Carvalho (CAEN/UFC) acaba de publicar o artigo College Choice, Selection, And Allocation Mechanisms: A Structural Empirical Analysis (acesse aqui) em um dos mais prestigiados periódicos internacionais, Quantitative Economics, editado pela The Econometric Society, em co-autoria com o Prof. Thierry Magnac (Toulouse School of Economics, University of Toulouse, França) e o Prof. Qizhou Xiong (Faculty of Economics and Management, OvGU Magdeburg and Financial Markets, IWH, Alemanha).

Segundo o Prof. Carvalho, o artigo analisa o processo de escolha de curso universitário de estudantes cearenses do último ano do ensino médio de uma maneira rigorosa e quantitativamente mensurável. A primeira contribuição do artigo é adotar uma estratégia empírica de duas etapas que usa informações sobre o desempenho nos exames de dois estágios (1ª e 2ª fases) para estimar as probabilidades de sucesso em cada possível escolha de curso universitário.

Em segundo lugar, estimam-se os parâmetros de preferência das escolhas de curso universitário observados quando os alunos jogam estrategicamente, levando em conta suas probabilidades de sucesso esperadas. Os alunos interagem em um jogo de “congestionamento” (congestion game) em que as escolhas de outros alunos afetam suas próprias probabilidades de sucesso. A terceira contribuição original é analisar os efeitos agregados e distributivos sobre a alocação e o bem-estar de alunos e universidades (Fortaleza, Sobral e Barbalha) de três diferentes mecanismos contrafactuais que lidam com os trade-offs entre custos de congestionamento, a adequação da seleção de alunos e a qualidade da correspondência resultante.

Ainda segundo o professor, estes três experimentos visam analisar questões de política de acesso universitário importantes para os debates atuais sobre a escolha universitária, SISU, ENEM e reforma universitária. Os resultados mostram que a escolha de um mecanismo de alocação tem consequências consideráveis tanto para as universidades quanto para os alunos, algo desconsiderado nos sistemas de seleção das universidades federais no Brasil. De fato, nossas universidades adotaram, em 2010, sob pressão do governo federal, um mecanismo de alocação nacional que consistia em submissões realizadas pelos estudantes de uma lista de duas escolas preferidas e um complicado mecanismo de aprendizagem (SISU + ENEM). De maneira pioneira, o artigo oferece recomendações concretas para balizar certos aspectos da reforma universitária (necessária) que foi proposta recentemente pelo governo federal brasileiro.

Carvalho complementa “… estou muito satisfeito com essa publicação, pois realizei 4 ações importantes que um cientista deve sempre perseguir: 1) levar o nome  da UFC a um contexto internacional de produção científica de alta qualidade, 2) praticar a internacionalização da UFC ao publicar com pesquisadores internacionais, 3) atuar de maneira multidisciplinar, ao aplicar economia às questões educacionais , e 4) dar retorno social à população do meu estado, ao discutir um tema de alta relevância prática e atual.”

Fonte: Prof. José Raimundo Carvalho (CAEN/UFC) – fone: (85) 3366.7751 – josecarv@ufc.br